Páginas

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Esta calma


De onde que vem toda esta calma,
Que vive dentro do coração agora,
Com as mãos finas acaricia a alma,
Contra a onda de violência lá fora.
Ela vem com seu passo normal,
Para aconchegar como proteção,
Suaviza com um afago natural,
Com toques suaves ao coração.

Se num lapso tudo vier a ruir,
Como os nossos castelos de areia,
Sentir choro de Pilatos em omitir
Ou ouvir o beijo de Judas na Ceia.

Viverá pela teimosa esperança,
Que nos acompanha noite e dia,
Como os fiéis cheios de confiança,
Esperaram três dias pela profecia

Então quando o astro rei brilhar,
Com os seus raios de força motriz,
Alimentará a fé que faz renovar,
Este coração de menino aprendiz.

Toninho.
******************************************
Um bom fim de semana com paz e muita luz.

22 comentários:

  1. Nossa que lindo amigo Toninho!
    Amei ler seu escrito...
    Desejo-te uma boa noite!

    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  2. Menino aprendiz que lindo! Imagina quando vc ficar adulto como vai escrever!!! Maravilhoso querido, um bj e lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Toninho! Sejamos sempre aprendizes. Só assim a vida tem graça.
    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Querido Toninho
    Esta calma vem de Deus.
    Gostei muito do poema,do vídeo e da imagem.«Uma calma(...)que acaricia a alma» - que linda personificação! Belas metáforas!Grande poeta,grande poema!
    Bom fim de semana para me fazer uma visita.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso como sempre,Toninho! Inspiração muito legal essa e a desenvolveste com maestria. Gostei muito! abração, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Enquanto há vida, não importo o que aconteça ao nosso redor,
    se há fé, também há esperança.

    °º✿✿ Bom fim de semana!!!
    °º✿ Tudo de bom!!!!
    º° ✿♥ ♫° ·. Beijinhos do Brasil.

    ResponderExcluir
  7. Oi, querido Toninho!

    Tudo bem com você?

    Parei meus blogs, por uns tempinhos, por questões profissionais, e também não estou deixando comentário nos blogs amigos e seguidores dos meus.

    De qualquer jeito, e como não sei se você visitou ou não meus blogs, deixo aqui umas palavrinhas, em relação à lucidez, harmonia e esperança de seu poema.

    É preciso ter fé e aguardar, porque tanta injustiça e malvadez, não se resolvem, de repente, como que por milagre. Esse só mesmo Deus, o poderá operar.

    Vamos acreditar na mudança, com serenidade.

    Bom fim semana.

    Beijos da Luz, com muita estima e carinho.

    ResponderExcluir
  8. Você poetiza muito bem e ter esta sensação de paz de espírito, mesmo que esteja ruindo tudo ao nosso redor, é um ato muito difícil, porém, importantíssimo.
    Um bom fim de semana para você.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite meu querido amigo Toninho
    Estou de volta e venho agradecer o carinho e a compreensão pela minha ausência. Deixo meu abraço recheado de saudade. O seu carinho e sua amizade é muito importante para mim. Obrigada viu? Te gosto muitoooooo!
    Beijokas com sabor de carinho e saudade
    Gracita

    ResponderExcluir
  10. Bonito poema, toninho.

    Lembrou-me uma antiga canção:
    "Essa paz que sinto em minh'alma, não é porque tudo me vai bem. Essa paz que sinto em minh'alma é porque eu louvo ao meu Senhor..."

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Toninho
    Um lindo poema de fé que sempre renova o seu coração de menino.

    Um bom fim de semana.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Oi Toninho
    Esta é também a calma que eu encontro nas madrugadas lendo seu poema.
    O silêncio eleva nosso espírito e calmamente esperamos pela profecia.De dias mais justos para todos.
    Lindo poema de Fé.
    Obrigada pela atenção e carinho.Gosto dessa cumplicidade que se dá quando juntos e distantes nos completamos,em parte.
    abraços e bom domingo também,kirido.

    ResponderExcluir
  13. Toninho,uma poesia muito linda que aconchega a alma diante de tantas atrocidades do mundo.Ótima escolha musical!bjs e bom final de semana,

    ResponderExcluir
  14. Linda poesia, a fé se renova a cada dia.
    Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  15. Um abraço para ti amigo Antônio.
    Linda poesia, poesia de um Mestre.
    Precisamos sim, da calma que vem do Eterno.

    ResponderExcluir
  16. Obrigado Toninho por seus comentários no blog.

    Quanto a proposta de reflexão neste texto, bem, algumas pessoas conseguem ter paz, e consegue se desligar, mesmo em perigo. Outras não. Estas outras, será que tem alguma maneira de mudar esta comportamento? Aprendi que a fé, o amor, a esperança, podem sim auxiliar.

    ResponderExcluir
  17. Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
    Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
    Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
    bjs e até minha volta recuperada !

    ResponderExcluir
  18. ANÔNIMO, Versos lindos e muito bem feitos,como tudo que vem de ti, desejo saúde e muita paz.

    ResponderExcluir
  19. KKK, Sem experiência, não podemos nem pregar uma brincadeira,

    ResponderExcluir
  20. Amigo gostei muito do poema e vou ver o vídeo.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  21. Olá Toninho, simplesmente maravilhoso o seu poema divinamente inspirado! Só Deus pode mesmo proporcionar essa calma que percorre cada verso seu e o transforma numa bela oração. Obrigada. Um beijinho e uma semana abençoada. Ailime

    ResponderExcluir
  22. A paz interior vinda da fé acalenta a esperança.
    Bjs. Boa semana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.