Páginas

domingo, 26 de janeiro de 2014

Para que contar o tempo?


Não me importa contar o tempo,
Quando converso com meu bem,
Sua voz suave trás o meu alento
O apito para quem espera o trem.

Apito de um minuto a informar,
Parece tortura a me confundir,
Sinto que meu coração disparar.
Oh! Telefonista pare de prevenir.

Quero os meus créditos infinitos,
Para nunca perder esta ligação,
Pois entraria em meus conflitos,
Neste momento de pura emoção.

Vejo a luz dos seus olhos pela tela,
Liquida cristalina a voz ao ouvido.
Em cada olho brilha uma estrela,
Oh! Caiu o sinal no beijo partido.


Toninho
27/12/2013

Inspiração: dois enamorados numa ligação de celular com aparelhos pré-pagos.

25 comentários:

  1. Com isso poeta, as esperanças se renovam. O encanto, os horizontes e o que é apenas desejo, transformasse em realidade. Muito lindo e inspirado!

    ResponderExcluir
  2. Toninha, ligações com cartão pré-pago, acabando os créditos,rs Só tu mesmo pra lembrar dessa situação!ADOREI!! bela inspiração no sufoco de quem a vive,sr abração praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. É melhor mudar o jeito de se comunicarem... pq para quem ama todo tempo é pouco..

    Um otimo domingo Toninho...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Uma inspiração e tanto. Acuidade para perceber as nuances de um simples telefonema. Muito bom!
    Um abraço, amigo, e um bom domingo com a família.

    ResponderExcluir
  5. Que deliciosa inspiração poeta, amei!!!! Deixo um bjão pra ti.

    ResponderExcluir
  6. Que este olhar brilhe como uma estrela, abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  7. Nessa hora o tempo vira nada amigo e tudo!!

    Beijossssssssssssssss

    ResponderExcluir
  8. Querido Toninho
    No mudar dos tempos, temos de adaptar a nossa veia poetica!
    Que belo poema de amor!
    Tao actual! Tao seculo XXI!
    O stress marca o ritmo,nao e?!
    Muitos parabens.
    Uma excelente semana.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  9. Inspiração humorada e muito criativa! Viva o Amor e a Emoção!!

    Boa Semana... Abraço

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Toninho , desejo tudo de bom para vc. Estive lendo os teus versos, acompanhando a atualidade com os celulares, ainda mais sem créditos, coitados dos namorados lembrando os meus netos namorando, o meu sempre sai emprestado.Um abraço fraterno, Celina

    ResponderExcluir
  11. Com o celular nos sentimos menos sós, mas tem que por bastante crédito e não esquecer de por para carregar, se não ficamos a ver navios.rs

    Gostei!

    Beijinho, Toninho.

    ResponderExcluir
  12. Esse é o nosso melhor tempo:
    esse que espera pelo amor da gente.
    Linda semana!
    Bjins
    Catiaho Alc
    entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  13. Poesia muito linda e bem atual! Quantos casais enamorados não se falam pelo celular hoje em dia? Adorei a escolha das musicas! bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  14. Oi Toninho
    Tempo bom este de namoro, ligação interrompida, nem pensar.
    Como você é inspirado, poeta.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Olá, querido Toninho!

    Poesia bem moderna, porque o "amor" se faz por celular, e por outros meios informáticos, sobretudo.

    O virtual está ultrapassando o real, sem dúvida.

    Pobres namorados, que ficaram, de conversação interrompida!

    Boa semana.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  16. Linda esta música e que inspiração a sua! Bem moderna, mas com sentimentos de todo sempre na urgência do amor.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Toninho amigo querido,fico muito feliz quando recebo sua gentil visita que para mim é sempre muito importante
    deixo meu abraço desejando que sua semana seja muito especial adoro ler seus poemas são sempre lindos e envolventes bjs marlene

    ResponderExcluir
  18. Uma poesia bem criativa e atual. Gostei muito! Obrigado por suas visitas.Um abraço,
    Élys.

    ResponderExcluir
  19. Olá Toninho,

    E que desapontamento quando cai a ligação, interrompendo este colóquio amoroso, sem deixar tempo para a doce despedida. Não dá para namorar em pré-pagos sem créditos suficientes. É frustração na certa-rsrs.
    Bacana a inspiração e o poema ficou uma ternura em romantismo.
    Adorei.

    Carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  20. Olá Toninho!!
    Gostei da criatividade do seu poema. Uma forma de comunicação tão actual, não é Toninho? No entanto, o amor tem mais sabor quando os olhares se trocam, quando se sente o calor da pele.
    Gostei de todo o romantismo implícito nas entrelinhas...e da Elis Regina a encimar o poema...

    Abraço amigo e boa semana!!!

    ResponderExcluir
  21. Meu querido amigo

    Como sempre um poema muito inspirado...um delicioso diálogo de amor que adorei.
    E...adoro a Elis.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  22. Linda e inspirada poesia,"Para que contar o tempo"
    Parabéns! um abraço

    ResponderExcluir
  23. Meu lindo vim agradecer teu carinho a minha poesia e ficar juntinho com os sonhos que o tempo não apaga...Belas letras..

    Beijo e sucessos

    ResponderExcluir
  24. Nem pensar hoje em dia em dialogar sem o celular.
    Linda inspiração.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  25. Meu amigo, você me fez lembrar o tempo em que precisávamos da telefonista para fazer ligações à distância, sempre interrompidas antes que disséssemos tudo que desejávamos. O tempo pode nada significar, em alguns casos, mas em outros é fundamental. Bela inspiração. Bjs.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.