Páginas

sexta-feira, 16 de maio de 2014

O mar de Minas






No alto há uma pedra, dela vê o mar,
mar de montanhas perto das nuvens.
Os olhos se perdem neste magico lugar.
imagens encantadoras de suas origens.

Ver de novo, ver-te ainda tão Minas.
Tuas serras se estendem na distancia.
As pedras te vigiam atrás da cortina,
nesta neblina te avista tão sombria.

A natureza desfila um lindo manto,
sobre a pedra pousa uma Esperança,
tão verde sobre o cinza é um encanto,
uma beleza de aquarela nesta aliança.

Revive a canção que fala de um trem,
que circula por vales, montes e serras,
saudosismo de querer, rever alguém,
como aquele de quem volta da guerra.

Com saudade ensaia o beijo na imagem,
mas o trem de ferro apita numa curva,
vê a fumaça, que sobe para as nuvens,
despede com tua vista agora turva.

Fecha a pagina da revista com pesar,
na contracapa pinga uma saudade,
a verdade que jamais poderás evitar,
mortes destas árvores pela maldade. 

Toninho.
16/04/2014.
**********************************************
Um lindo fim de semana a todos com meu terno abraço de paz e luz.
 
 

20 comentários:

  1. Que maravilhoso esse mar de Minas.Lindas montanhas que contrastam com o céu...Linda poesia! abração,tudo de bom!chica

    ResponderExcluir
  2. Oh Toninho, como o nosso mundo é lindo ! Hoje de manhã a escutar uma maravilha ,fiquei mais alegre procurando ajudar a preservar a beleza da natureza,quantas vezes fiquei a contemplar as montanhas de Minas Gerais! Tem algumas querendo tocar o céu.Por onde vc for encontrara maravilhas,ou seja ,um lindo mar,florestas,lindas flores,jardins na natureza tudo isso me deixa maravilhada,e sinto também vergonha de sermos tão pobres de sentimentos de não saber valorizar tudo isso!
    Um abraço fraterno Celina

    ResponderExcluir
  3. Lindos seus versos, amigo... divino este mar de Minas...e precisa ser cuidado, porque é divino...
    Bom final de semana Toninho, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  4. Toninho,

    Belo poema para falar de uma parte deste incrivel mundo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. A tua poesia me fez lembrar de um velho professor de geografia que dizia que o relevo de Minas era um "mar de morros em meia laranja". Já pensou que delícia? Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito de Minas Gerais, de seu povo, de suas características, de sua cultura e de sua história.

    Um ótimo fim de semana, Toninho.

    ResponderExcluir
  7. Nao tem coisa mais linda que esse mar de montanhas...

    Que seu fim de emana seja de paz...

    Beijos Toninho...

    ResponderExcluir
  8. Um encanto de poesia. Um bj querido.

    ResponderExcluir
  9. Olá Toninho. Cheguei até seu blog pelo link deixado lá na página do Tunim. Parabéns pelas belas e inspiradors postagens. Bela postagem sobre as montanhas de Minas, de onde ouço falar tanta beleza. O texto sobre as mães está imperdível. Criativo , belo e inspirador. Tb li o texto onde vc abomina a faceta mal educada do ser humano. Com certeza, não teremos muito a mostrar para os "gringos" durante os jogos da copa. É o ser humano "enfeiando " a paisagem. Abcs. Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  10. Olá Antonio!

    É com uma baita cara-de-pau e na torcida se ser compreendido, que passo por aqui hoje para lhe convidar a conhecer o meu novo livro: Tempos Verbais! Assim como os demais, ele também está disponível gratuitamente em formato eletrônico:

    Desce Mais Uma! - Lançamento Tempos Verbais

    Muito obrigado,

    Rafael

    ResponderExcluir
  11. Me forçou o entendimento este trecho:


    saudosismo de querer, rever alguém,
    como aquele de quem volta da guerra.


    E, como é uma saudade de quem volta da guerra?
    Incerteza de quem ficou: será que ele volta?
    Incerteza de quem foi: Será que voltarei a vê-la?

    Seja como for, esta saudade é dolorida e incerta!
    Coisas que os poetas transmitem e que nós sentimos!

    ResponderExcluir
  12. Um mar verde maravilha! Que bela canção escolheu! bjs,

    ResponderExcluir
  13. Só de imaginar um poema tão bonito
    e ver de perto essas pedras ai de Minas
    que maravilha a imagem combinou com tudo
    Ecantador ...

    Bom final de semana
    Bjusss
    Rita╭•⊰✿

    ResponderExcluir
  14. ¸.•°.❤❤
    O mar de Minas está se transformando em um deserto,
    como isso dói!

    Bom fim de semana!
    Beijinhos. º°。✿

    °º。✿✿彡º°。

    ResponderExcluir
  15. Carinhosamente venho desejar
    um feliz final de semana.
    Perdoe minha ausência por mais ,
    que nos esforcemos nem sempre conseguimos
    nossas metas.
    Logo Deus haverá de permitir que volte
    com mais forma e mais garra.
    Um feliz final de semana.
    Um Domingo abençoado também.
    Beijos ..Evanir.

    ResponderExcluir
  16. Eu sou louco pelo relevo de Minas. Acho-o dos mais lindos e romântico do Brasil. E o teu poema é indiscutível de lindo.
    Abração.

    ResponderExcluir
  17. Lindo este mar que descreve desta sua querida cidade. Nosso planeta é lindo nosso desejo é que não seja destruído.
    bjs
    Bom final de semana

    ResponderExcluir
  18. Ah que pena Toninho, dói o nosso coração, ao ver tanta beleza ser ultrajada, teus versos lindos dando o grito de alerta, oxalá esta destruição pare, abraços Luconi

    ResponderExcluir
  19. Há lugares que o céu é um mar!
    e agora descubro que as montanhas também formam um mar!
    que ele não desapareça de teu olhar, nem de tua poesia linda!

    Abraços Zizi

    ResponderExcluir
  20. Querido Toninho
    Um belo poema que reflecte saudades de uma terra que imagino ser linda!
    Percorrida por um trem que nos aproxima(ou afasta)daquele mar de pedra,tão bonito e verde!
    Obrigada por nos fazer ter vontade de visitar Minas.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.