Páginas

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Tristonho trovador.


Na cauda da estrela cadente,
a esperança ruía estilhaçada,
apenas trapos do amor jacente,
triste o trovador sem a amada.

A noite fria seguia lentamente,
nos olhos do tristonho trovador,
sob a janela canta tristemente,
desfiando versos com a sua dor.

Uma viola como companheira,
um acorde de uma melancolia,
o olhar perdido na lua faceira,
ecoa o lamento frio da agonia.

Ébrio de amor vê uma imagem,
acende a chama da esperança
tênue do beduíno na miragem,
abre-se a janela, voa a aliança.

Toninho.
29/08/2014
**********************************************
Postagem no meu outro blog aqui toninhobira.blogspot.com.br/

33 comentários:

  1. Olá, amigo Toninho
    Meu pai fez serenata pra minha mãe...
    Me lembrei dele aqui...
    Lindo poema!!!
    Bjs fraternais

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querido Toninho!
    Este post-poesia me lembrou os bons tempos das serenatas, que não foi o meu, mas de minha mãe, meus avós.
    As mocinhas sonhavam em ganhar uma serenata, era como um sinal de muito amor entre os namorados.
    Lindo poema para esta noite fresca!
    um super abraço carioca


    ResponderExcluir
  3. Lindos versos, e sempre na solidão ou na melancolia da tristeza, poesia e notas andam juntas para alentar nossa alma. Amei! tem novidades no Poesia

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo esse poema do triste trovador. Mas tive que rir ao imaginar a cena.. Ele achando que estava "abafando" e, de repente, voa a aliança,rs...

    Adorei! abração ,lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema Toninho.
    Me fez recordar os bons tempos. Eu era mocinha e ganhei uma bela serenata. E lembro-me também das serenatas para as minha irmãs. Saía a familia inteira na janela...rsrs.
    Mas essa de voar aliança...coitado.
    Adorei !
    Abraços
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Como serão as serenatas de agora?
    existem?
    Um amor cantado assim, jamais podia ser esquecido!
    Eu achei que a aliança era no sentido da união. Voou mesmo a aliança? rs
    sou a sonhadora que vai pensar que não era a aliança de verdade, mas sim o amor rompido por algum outro motivo!
    abraço Zizi

    ResponderExcluir
  7. UN TROVADOR QUE CANTA MUY TRISTE.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  8. Ei Toninho
    Uma bela lembrança através dos seus versos, aqui em Pedro Leopoldo fizeram muitas serenatas na janela do nosso quarto-meu e das minhas irmãs, mas não eram rapazes apaixonados, mas sim, amigos um tantinho altos, sem ter nada pra fazer numa cidade pequena.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Sim, nossos poemas se entrelaçam, Na sua janela a aliança voa, podendo ser o ensejo de um outro recomeçar.
    bja

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, trovador romântico conquistador de corações através dos lindos poemas cantados. velhos tempos que certamente eram de grande beleza.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  11. Maravilhoso esse poema... mas me deu um pouco de tristeza...

    Beijos, Toninho...

    ResponderExcluir
  12. Olá Toninho
    Acho que todo trovador é triste, porque todos eles, são apaixonados.
    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Toninho que época deliciosa você nos lembra, eu não vivi isto, se alguém tivesse a ideia de uma serenata, na casa depapai com quatro filhas, ia no mínimo tomar muito banho de água fria e olha que isto ia ser pouco, mas eu gostei de ler teus versos, belos melancólicos saudosos, como toda boa serenata, bjos Luconi

    ResponderExcluir
  14. Bonito e melancólico texto... O canto e os versos trazem esperança ao triste trovador...

    Um grande abraço e boa 5ª feira...

    ResponderExcluir
  15. Um trovador cantou a sua melodia , mas com tristeza viu que tudo tinha, realmente, acabado.
    Suas poesias são sempre plenas de um sentimento que toca a emoção. Um grande abraço,
    Élys.

    ResponderExcluir
  16. Ah Toninho é uma das coisas que guardo na lembrança e tenho certeza que jamais esquecerei foram as serenatas, numa idade que tudo é um sonho lindo, quando acontecia eu passava muitos dias sem tirar da cabeça tanta beleza, romântica como era, para mim era uma das coisas mais lindas ! e realmente eram . Um abraço e um lindo final de semana, Celina

    ResponderExcluir
  17. Versos que fazem sonhar com olhos fechados ainda que nesta nossa época em que o romantismo neles contado tem deixado tanto a desejar e por isto mesmo é que se fazem mais sentidos.Bravíssimo Toninho,parabéns e abraço fraterno de carinho e admiração!

    ResponderExcluir
  18. Uma linda trova poética que embora no início seja triste vislumbro no final um novo recomeço. Será ?

    beijinho

    ResponderExcluir
  19. Belas trovas, Tonin, que nos enchem de mansidão!

    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Triste mas nos fez imaginar a situação, abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  21. Quanto lirismo em sua poesia,Toninho! Bom tempo o das serenatas! bjs,

    ResponderExcluir
  22. Belo amigo, parabéns! Abraços e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  23. Oi, Toninho!
    Passaria a noite toda ouvindo Dilermano. Meu pai muito se inspirou nele para compor suas próprias melodias e também em Levino da Conceição. Muito bom ler sua poesia com Dilermano de fundo.
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  24. Boa noite Toninho,
    Adorei o seu poema belíssimo ao som dessa música que achei também magnifica!
    Um "post" maravilhoso.
    Parabéns, amigo!
    Beijinhos e bom domingo.
    Ailime

    ResponderExcluir
  25. Post lindo essa melodia foi o primeiro
    som que tirei no violão as 15 anos fiz musica clássica, nem me lembrava mais dela boas lembranças.
    Bela poesia.
    Tenhas um bom começo de semana.
    Abraços
    janicce.

    ResponderExcluir
  26. Toninho, lindo seu poema!Um abraço Pedrinho

    ResponderExcluir
  27. Toninho, você leu o meu comentário na sua postagem da Semana colorida da tia Anne!
    Um abraço Pedrinho

    ResponderExcluir
  28. Bom dia meu poeta , que lindo ler
    um poema ao som desse maravilhoso Dilermano
    um post fantástico

    Desejo um domingo feliz!


    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  29. Querido poeta, que este triste trovador consiga superar esta bebedeira de amor e acordar, depois da ressaca, para encontrar outra estrela cadente.
    Beijinho, um doce domingo
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  30. Oi, Toninho, parabéns pelo poema. Desejo um domingo de 07 de setembro, feliz e maravilhoso. bjs

    ResponderExcluir
  31. Quem tem a música nunca está só.

    Beijo

    ResponderExcluir
  32. 。°°。✿⊱。
    Muito sofrido, tive pena quando a aliança voou... podia ser um balde de água que ia doer menos!...
    Bom mês de setembro!·..✿✿
    ♪♬♫°。 Boa semana!
    Beijinhos.✿°.•

    ResponderExcluir
  33. Mineirinho, trovador combina com melancolia e com amor não correspondido. Talvez faça essa associação porque a voz de muitos canta a dor de amor.
    Quando adolescente, recebíamos serenatas, minhas irmãs e eu. Nossas diferenças de idade são de apenas um ano. Quem não gostava eram meus pais, que acordavam no meio da noite (rss). Você me lembrou bons tempos, com essa bela construção poética. Bjs.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.