Páginas

quarta-feira, 29 de junho de 2016

A cantiga do vento.















Vi os pássaros em despedidas,
era a revoada da fecundação.
vi arvores nuas emurchecidas.
Fim de Outono e nova estação.

Voavam como as folhas secas,
daquelas arvores já despidas
que alimentarão o solo úmido,
para a gestação da primavera.

Vi um vento, que tudo levava,
até os ninhos dos passarinhos,
como as folhas ele longe jogou,
com sua fúria de volta ao mar.

Está frio meu corpo todo sente,
entrego-me ao calor deste fogo,
que abrasa minha simples casa,
com o fogão à lenha na cozinha.

Uma voz rouca que me chama,
com um bom prato de mingau.
que faz aquecer as lembranças,
das noites tão frias das Gerais.

E quando o sono vem dominar,
o meu corpo se lança na cama,
como arvore tombada no vento,
ainda ouço lá fora o seu canto.

Toninho.
26/06/2016

Video Youtube
Imagem daqui : devaneiosedesvarios (Mari)

41 comentários:

  1. Oi Toninho

    Quero agradecer sua visita no meu blog, já estou a te seguir aqui.
    Lindos versos regados de aconchego.

    Um ótimo dia pra vc =)

    ResponderExcluir
  2. Ficou maravilhoso esse cântico do vento,Toninho! Muito linda poesia! Adorei a música igualmente! abração,chica e lindo dia!

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Toninho.
    Um belo canto de flauta ao vento. Poesia belíssima. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Toninho.
    Um belo canto de flauta ao vento. Poesia belíssima. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá meu querido amigo, mais um de tantos outros a que já nos habituou, é sempre um gosto maravilhoso com que o visito, hoje também venho dizer que o meu lamentos de alma terminou pois não sei como o fulano encravou de tal modo que andei durante alguns dias para o recuperar e não consegui. E
    Então recuperei os poemas um de cada vez já deito a minha poesia pelo olhos foram conseguidos 375 agora tenho de ir metendo um a de cada vez para desenjoar, passou de lamentos de alma para gloria da alma enfim isto são os dissabores que apanha-mos da blogosfera um resto de boa semana com beijinhos de luz e muita paz,

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Toninho,
    Que poema lindo nessa despedida do outono, nesse esvoaçar de aves e folhas que retornarão para a Terra renovar.
    Lindo o som da flauta a acompanhar como que simbolizando o assobio do vento.
    Um beijinho e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Lindo canto, me fez lembrar da minha infância, embora distante, mas viva em minha alma!
    Seus belos versos completaram essa magia linda!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  8. E por vezes canta no embalo da solidão cantiga de amor, de saudade , de doces lembranças. Tua composição linda poeta ao som da doce música

    ResponderExcluir
  9. ~~~
    Doces recordações
    dum tempo melhor, mineirinho querendo voar,
    cheio de vontade de conhecer o mundo...
    Agora, longe, o seu berço ainda o embala em
    saudosos sonhos.
    Nós estamos com a mesma temperatura e humid.
    de S Salvador e estamos no verão...
    Muito belo o seu canto, amigo.
    A mùsica é deliciosa.
    Abraço e beijo de Paz.
    ~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  10. Boa noite, amigo Toninho!
    Tão bom passar por aqui!
    Fico mais leve ao ler tão lindo poema!
    Gosto muito de ver uma bela revoada e o ruído dela fica ainda um bom tempo como vc descreveu em seus versos...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  11. Encantado caro amigo ,fiquei maravilhado com tão belo poema ,muitos parabéns ,é sempre um enorme prazer aqui estar ,um abraço ,muitas felicidades.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite meu doce amigo e poeta
    como é bom ler maravilhas, fico feliz
    em saber que sou sua fã aqui nesse lugar
    de beleza rara

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Toninho que poesia mais linda. Parece que ouço tudo isto, vejo, e ainda sinto o frio da nossa terra, Toninho.
    Uma boa noite!
    Abração,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  14. Amigo Toninho, que bela combinação, seus versos encantadores com esta flauta maravilhosa, perfeitos.
    E põe frio nas Gerais....
    Um grande abraço, poeta.

    ResponderExcluir
  15. Eu também vi os pássaros Toninho;
    De tanto frio faz aqui, eu e a esposa mudamos para uma cama de solteiro!

    ResponderExcluir
  16. Ventos frios as Gerais conhecem bem... e que bem nos sabem os pratos de mingau!

    ResponderExcluir
  17. Muito lindoooo, mas que chegue logo a primavera!


    bjsss

    ResponderExcluir
  18. Amigo Toninho,
    Tão bonita esta Prece ao Vento e o seu poema, apesar dos pesares transmite uma calma e um conforto de que só o inverno é capaz.

    Um beijinho com amizade

    ResponderExcluir
  19. Música e poema lindos demais! Sensilibilidade e ternura bem presentes!!
    Uma boa tarde de 5a feira... O nosso abraço...

    ResponderExcluir
  20. Uma bonita imagem, que inspirou um belíssimo poema!...
    Parabéns pela inspiração, Toninho!
    E já o seguindo... para manter este belo e inspirador espaço... debaixo de olho!... :-D
    Um grande abraço! Continuação de uma boa semana
    Ana

    ResponderExcluir
  21. Ler o poema ao som da leitura poética...encanta minha alma! Bj

    ResponderExcluir
  22. Como é bom o aconchego de um prato quente e uma cama macia, quando o vento invernoso grita lá fora.
    Grata por este momento.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  23. Magnífica poesia embalada por linda música.
    Me encantei, Toninho
    Obrigada por brincar junto por lá.
    Tive que rir com a sua frase.
    Tenha uma boa noite e bom descanso, amigo
    Um abraço carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  24. Toninho,

    Esse lindo poema me fez refletir.
    Nada é em vão. Até as folhas que caem no Outono, fertizam a terra, para a estação das flores. Isso é lindo.
    Pra ter o Verão é preciso passar por todas as estações. Até mesmo o nosso ser.
    Muito obrigada pelo carinho e força. Estou tentando voltar há algum tempo. Dessa vez, espero que eu consiga. Sinto muita falta dessa nossa interação.
    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde Toninho,
    Gosto de ouvir o barulho do vento,
    e vc traduziu em lindas e ternas palavras esse canto tão bonito...
    E a música é muito gostosa de escutar!
    Beijos e ótimo final de semana \o/

    ResponderExcluir
  26. Olá, Toninho!

    O vento tem um quê de mistério! Ele significa paz quando é brisa e na tempestade é fúria. Seu canto nos tranquiliza ou nos amedronta. Sempre temos algo a recordar do vento. Belos versos!

    ResponderExcluir
  27. Boa noite, querido.
    A poesia ficou lindo e em determinado verso, fez-me lembrar da sua mãe na hora.
    Saudades de tudo, isso foi o que passou.
    Guarde este lindo amor em seu coração.
    A música eu conheço com Fernando Mendes, minha mãe a cantava, gosto muito dela.
    A versão instrumental, ficou lindaaaaaaa!
    Beijos e lindo mês de julho para você!

    ResponderExcluir
  28. Nossa... que lindo que ficou essa cantiga... e o prato de mingau que vc fala me deu uma saudade imensa da minha terra... adoro essas lembranças que vc faz surgir cada vez que venho aqui...

    Que vc tenha um otimo fim de semana...de muita paz...

    Beijos, Toninho...

    ResponderExcluir
  29. ه.♩♪♫
    Sua poesia me faz lembrar a poesia de Drummond.
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.ه♩♫♪

    ♫♪ه° ·.

    ResponderExcluir
  30. Lindo verso para representar a imagem e um música boa de se ouvir.
    Abraço,bom final de semana!

    ResponderExcluir
  31. Oi Toninho!Adoro o friozinho,acho aconchegante e chique ficar bem agasalhada,tomar sopa,chocolate quente...Claro que adorei seus versos!Um abraço!

    ResponderExcluir
  32. Oi Toninho!Adoro o friozinho,acho aconchegante e chique ficar bem agasalhada,tomar sopa,chocolate quente...Claro que adorei seus versos!Um abraço!

    ResponderExcluir
  33. Com o coração saudoso estou marcando minha presença
    no seu cantinho tão especial para mim.
    Com muito carinho desejo um Domingo abençoado
    por Deus.
    Muita saúde para você e sua família.
    Te abraço forte.
    Beijos no coração.
    Evanir.
    O gelo esta aqui amigo Toninho.

    ResponderExcluir
  34. É o outono que terminou e o inverno que começou e com ele os frios. Recordações, fazendo poesia, se aninham em sua memória, que nem o vento as cala. Recordar é viver, se diz e julgo ser verdade, Toninho.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
  35. Que bonito, Toninho! Olha, não gosto de vento, não gosto do seu ruído, da sua pressa... e por onde passa vai destruindo algo. Mas serve para a "gestação da primavera" onde tudo desabrocha, que lindo! Já estou sonhando com ela, pois aqui não estou gostando, está muito longa essa estação.
    Beijos, amigo, uma bela semana!
    Conheço a música, gosto dela.

    ResponderExcluir
  36. Toninho,

    Ontem, coincidentemente, fotografei uma revoada de pombos em um parque.
    Lindo, não é? Mágico, diria.
    Enquanto escrevo para você, ouço Milton Nascimento
    e o tema de abertura da minissérie Liberdade, Liberdade.
    Acabei de pegar meu prato de mingau sem antes parar diante da janela da sala para observar as luzes que brilham na velha Ouro Preto.

    Linda semana!

    Bjks

    ResponderExcluir
  37. Um Outono inspirador, meu caro amigo.
    Gostei do seu poema, é excelente.
    Também gostei do solo de flauta.
    Toninho, tem uma boa semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  38. Ouvir o cântico do vento e fazer-lhe um cântico...
    Muito belo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  39. Caro amigo
    Agradeço de coração o carinho e apoio deixado no bloguito no post da pequena cereja, você é mesmo muito especial, atencioso e gentil.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  40. Quanta ternura no seu poema! Lembrei de coisas boas da minha infância. Que doce melodia!
    Um grande abraço amigo.
    Amara

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.