Páginas

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Janelas de minha fé.




Participação na BC da Chica botando a cabeça para funcionar aqui: chicabrincadepoesia


De minha janela posso ver janelas, que se abrem em forma de mosaicos, são uniformes, algumas se abrem, outras se fecham para o mundo. Por vezes é interessante a sincronização delas, principalmente quando uma chuva se precipita repentinamente, há um automatismo fascinante, as vezes posso ouvir os ranger de algumas e mais outras numa verdadeira sinfonia.

Digo que as janelas espiam a vida, que vai pelas ruas ou mesmo se abrem para poesia, são aquelas voltadas para o quintal ou de um jardim ou para o por do Sol. Delas podem-se ver passarinhos em cantorias nas manhãs, admirar os raios solares que brincam pelas frestas das janelas. São testemunhas das longas esperas de uma mãe para o filho que tarda e observam os seresteiros apaixonados nas madrugadas. Mas ela vê a violência, a fome desfilar pelas calçadas e bancos das ruas.

Eu já vi janelas se abrirem, para gritar pela liberdade e pela vida com dignidade e as mesmas se calaram para a violência de um policial contra um pobre gari, que apenas catava latinhas de cerveja no fim do carnaval. Ah, eu também vi janelas em protesto batendo em panelas, contra desmandos políticos e as mesmas se fecharam para os novos desmandos da politica antidemocrática.

Um dia vi pela janela um arco-íris e senti Deus mirar os olhos sobre mim a me ver emocionado diante tanta beleza da natureza. E quando a noite cobria a cidade, vibrei de encanto com a formosura da Lua Cheia em céu cheio de estrelas cintilantes. E adormeci com a imagem que tanto inspira os poetas. Eu vi da janela um Sol surgir de trás da serra ao longe, vinha como uma bola dourada num belo horizonte.

Elas são os pulmões de uma casa, que se abrem para a oxigenação do ambiente. Quando o dia amanhece, eu abro a minha janela para o mundo e busco no horizonte o olhar do Criador, que me inspira a crer num mundo melhor e me faz querer ser melhor, para irradiar o bem pelo dia, que se abre a minha frente e Ele me sorri e diz que tudo vai dar certo. Eu creio e fecho os olhos em oração.

Toninho.

25/02/2017
Meu outro blog momentos e inspirações com belas brincadeiras também.

***************
Um bom
domingo
de paz

14 comentários:

  1. UAU!@ Que beleza de inspiração! São mesmo tantas as janelas da vida que vemos das nossas janelas..Umas apenas se fecham, vivem pra escuridão.. Outras, abertas, permitem o vento, sol entrar...Boas energias... Há de tudo a ver nas e das janelas... Adorei! abração, obrigadão! chica

    ResponderExcluir
  2. Inspirador seu texto!
    O olhar interessante despertou sua alma poética!
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Maravilhosa inspiração, Toninho!
    Um texto incrível, para ler e reler!
    Adorei cada palavra!
    Um grande abraço, e um óptimo domingo de Carnaval!
    Ana

    ResponderExcluir
  4. Bela inspiração, Toninho! Parabéns!!
    Palavras poéticas e esperançosas... Vêm de um coração que ama o Criador e a Sua paz...
    Bom domingo e um abraço...

    ResponderExcluir
  5. Que prosa poética linda, Toninho! Fiz a ideia dos mosaicos se abrindo e fechando, janelas vendo vida diferente, propostas e soluções antagônicas. Vi seres humanos diferentes, sem nenhum ponto em comum. A tua janela são teus olhos, teu coração, tua filosofia de vida. Muito bom, amigo.
    Toninho, não só teus poemas e prosas são excelentes, mas teus comentários também, sempre coerentes e com largos fundamentos. Aliás, agradeço muito, sou uma das privilegiadas...
    Beijo, amigo! Sempre meu 'obrigada'.

    ResponderExcluir
  6. Admirável a sua expressão poética, querido amigo, quer em prosa, quer em poema, sinto-me totalmente identificada com os seus sentires que de delicados, podem atingir o profundo...
    Pelas janelas, conseguiu expressar tanto e falar-nos do que sente, pensa e defende... Uma maravilha!
    Também fico emocionada com as belezas da natureza e com os relatos sobre a vida e natureza humana.
    Depois de ler os seus comentários no blogue da Cris Pavanni, vim ver o seu blogue...
    A minha intuição não me enganou e estou muito feliz por contá-lo como amigo.
    Uma semana muito agradável e amena.
    Grande abraço afetuoso, mineirinho.
    Beijo de paz.
    ~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  7. Que belo texto, Amigo! As janelas são muito inspiradoras para quem sabe olhar através delas..
    Para reler.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Toninho,
    Que texto poético maravilhoso, muitíssimo inspirado.
    Falou de assuntos muito importantes duma forma que adorei.
    Um beijinho e boa semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  9. Belo texto sobre a fé. Acho legais esses temas lançados pela querida Chica.
    Beijos e um ótimo feriado.

    ResponderExcluir
  10. Olha, parabéns pelo belo texto. Nunca tive pensado por esse lado. E você inspirado nos mostrou que a janela tem uma importância tão grande em uma residência além de servir como meio de ventilação da moradia.

    Obrigado meu amigo, por nos fazer refletir com seus belos textos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Olá, Toninho!

    Encantada com o seu texto, amigo, muito bom. Belíssimo! De fato, as janelas são sempre inspiradoras. Mas, você foi fundo mesmo e conseguiu que enxergássemos mais longe, através das janelas da vida. Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Caro amigo, você é top demais, que texto encantador, que beleza ler você, Toninho.
    De queixo caído.
    Um enorme abraço.

    ResponderExcluir
  13. Oi Toninho,
    Realmente maravilhoso
    Você escreve com o coração
    Lindo demais
    Parabéns
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.