Páginas

domingo, 13 de maio de 2018

Naquela barriga.




Mora no ventre uma nova esperança,
na mãe que acolhe com amor à vida.
Naquele mundo cria-se nova aliança,
um laço que o enlaçará como guarida.

Mas pode um ventre gerar incertezas,
que vem como tortura dura realidade,
a das crianças do bolsão da pobreza,
subnutridas tristes vivem da caridade.  

Quisera ter dela esta poção de magia,
a desfazer lagrimas em sorrisos leves.
Vem dela a mania de crer numa guia,
que levo no peito um anjo me protege.

Queria dela uma estranha força de fé,
com a famosa garra de todos os dias,
que lhe faz heroína, se manter de pé,
como quem versa tristeza com poesia.

Toninho
13/05/2018 

Minha participação no projeto Poetizar e encantar a convite da querida professora  Lourdes Lourdes, conheça e participe todos os finais de semana aqui: filosofandonavidaproflourdes.

*************
Com emoção minha poesia do ano de 2015 homenagem à minha mãe, lá em Portugal confira aqui avivenciaravida com meu muito obrigado à querida Majo.

************************
Meu carinho à todas 
as mães da blogosfera 
 e às mães de sua vida
Uma rosa para você mãe.

Grato.

29 comentários:

  1. Bela, sentida e maravilhosa participação.
    Bom domingo meu amigo
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  2. Amigo Toninho, sei que a saudade de sua mãe é grande e em dias como esses aumenta a falta dela e mesmo assim amigo você se inspirou e compôs essa magnífica poesia para nos homenagear. Obrigada amigo pela sensibilidade e pela linda participação. Seja muito feliz e pode ter certeza o amor de mãe é eterno, onde sua mãe estiver olha por você. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Amigo Toninho, que majestosa homenagem! Alem de ser um grande poeta você mostra que é um grande cavalheiro! Obrigada pela bela homenagem. Feliz dia das mães para todas as mães da sua família! Abraços

    ResponderExcluir
  4. Prezado Mineirinho.
    Uma participação que se traduz numa homenagem bela, forte e tocante onde pulsa e está totalmente patente, o seu coração bom e generoso.
    Na nossa idade, estes dias são para recordar com saudade as ausentes e festejar com as presentes.
    Que o dia com as mães de sua vida seja pleno de alegrias e belas emoções.
    Esta canção do Caetano é de facto, deveras especial...
    Agradeço muito e aceito essa rosa com a maior delicadeza, porque sei que é oferecida com o maior carinho e tem o perfume o seu afeto.
    Abraço terno e especial.
    Beijo amigo
    ~~~

    ResponderExcluir
  5. Linda participação .
    Poeta/amigo, não como a saudade não nos pertencer; mães são eternas, sempre presentes em nosso coração; bjs

    ResponderExcluir
  6. Amigo, uma poesia tocante e bela para uma majestosa homenagem as mães. Obrigada pela parte que me toca, sou mãe, graças a Deus! Parabéns! Também prestei uma singela homenagem. abraços, seja muito feliz

    ResponderExcluir
  7. Sua poesia ao som do Caetana, é maravilhoso!

    ResponderExcluir
  8. Emoção atrás de emoção com as suas poesias, querido Toninho! Perfeita homenagem às mães! Ler o seu poema ao som de Caetano a emoção é maior. Linda! Linda! Bjs e uma tarde de paz pra vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por mesmo ausente da blogosfera, vir prestigiar-me.
      Beijos e tudo de bom

      Excluir
  9. Emocionada com a tua bela poesia tão plena de sentimento às mães. Uma homenagem maravilhosa
    Obrigada sempre por nos oferecer poemas tão fascinantes
    Um grande beijo meu amigo

    ResponderExcluir
  10. Poema e poetas como você, Toninho, unido a Caetano, só pode resultar em uma belíssima homenagem! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. ……….
    Boa noite. Visitando e como sempre, ficando fascinado com a sua publicação. Simplesmente brilhante.
    .
    * Mulher = Ventre de Vida...( Poetizando) *

    ResponderExcluir
  12. Olá, querido amigo Toninho!
    Só agora pude passar por aqui depois de um dia ímpar e todo voltado para meus familiares amados.
    Oh! Que emoção sinto ao ler sua poesia tão linda!
    Emocionada porque me reportou a fevereiro de há 3 anos... quantas lágrimas... que luto terrível! Sem querer acreditar numa dura realidade esperada por um ano, lado a lado na luta contra um câncer que levou minha mãezinha do coração...
    Que dor cruel, meu amigo!
    Tive ombros pra chorar e você, na época, foi um deles... nunca me esqueço da sua solidariedade naquele 26 de fevereiro...
    Lágrimas já derramei hoje... um dia de muita emoção... há pouco quando voltava alguém me perguntou porque chorava, preocupado por como me viu... eu lhe disse, disfarçando minha dor: nada, só emoção! O disfarce foi bem aceito pelo dia que todos vivemos na comoção neste misto de sentimentos oscilantes...
    Meu amigo, também levo no peito um anjo que me protege de todo mal.
    Que nossos anjos nos consomem e tomem conta de nós dois!
    Vou ler, com carinho, a homenagem a que cita aqui.
    Vamos agradecer a Deus porque hoje estivemos uma vez mais em Seus Braços... a missa da manhã deu um tom festivo e especial ao meu coração...
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela linda flor, fruto da sua ternura imensa que ilumina todas suas poesias. Vou pôr juntinho dos outros mimos que ganhei, com muita gratidão, amigo. Beijinho carinhoso

      Excluir
  13. Intensa e tão profunda inspiração na leitura desse imagem.Perfeita! Adorei! abração, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  14. Obrigadão pelo carinho! abraços, chica

    ResponderExcluir
  15. Mãe, um poema de amor e esperança, escrito por Deus, corporificado entre nós.

    Retomando as visitas aos blogs, ainda recuperando da cirurgia.
    Um abraço e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  16. Tão belo e sentido o seu poema de homenagem à Mãe. Sensibilizou-me imenso.
    Adorei ouvir o Caetano.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Versando tristeza em poesia, com força e fé, na barriga o poder do mundo. Lindo tua participação Toninho

    ResponderExcluir
  18. É preciso força e responsabilidade ao gestar nas condições relatadas em versos, é uma realidade triste mas é bem verdade, quantas crianças nascem e vivem na extrema linha de pobreza. Linda sua participação!]
    Votos de uma abençaosa semana querido amigo.

    Bjs de luz!
    Paz e Bem!

    ResponderExcluir
  19. Obrigada amigo pela visita e o comentário na minha nova postagem. Seja sempre bem vindo!

    ResponderExcluir
  20. Boa noite caro amigo Toninho. Lindamente escrito teu poema em homenagem a sua mãe. Me emocionei ao ler. Linda tua participação.
    Desculpa pela demora em vim te ler. Precisei fazer uma viagem urgente,e só retornei faz alguns dias. Um beijo e uma excelente semana.
    Obrigada pela rosa.

    ResponderExcluir
  21. Meu amigo Toninho, poeta que faz sua homenagem às mães, no dia a elas dedicado, com este belíssimo poema, que se inicia com esta estrofe:

    "Mora no ventre uma nova esperança,
    na mãe que acolhe com amor à vida.
    Naquele mundo cria-se nova aliança,
    um laço que o enlaçará como guarida"


    Uma semana de paz, Toninho.
    Um grande abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  22. Um belíssimo poema numa excelente homenagem à mulher, naquilo que ela tem de mais sublime. A maternidade.
    Engraçado que encontramos dezenas de poemas de homens, sobre o dia da mãe e meia dúzia de poemas sobre o dia, escritos por mulheres.
    É como se nós mulheres considerássemos tão banal a maternidade que não nos mereça um poema.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  23. Olá, Toninho.
    Uau! Seu poema ficou simplesmente maravilhoso. Senti também um cunho social nele. Amei. Lindo.

    ResponderExcluir
  24. Poema lindíssimo, meu amigo!
    Meus parabéns:) adorei.
    Beijo fraterno !..........

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde!
    Mais que uma mão estendida
    mais que um belo sorriso
    mais do que a alegria de dividir
    mais do que sonhar os mesmos sonhos
    é, a amizade, o alimento
    que nos sacia a alma
    e nos é ofertado por alguém
    que tem amizade por nós.
    Amigo, chegando com o convite do Poetizando que anteciparei. Nesse final de semana terei médico e viajarei no sábado para casa da minha filha na capital Recife. Postarei amanhã o poetizando, assim que retornar atualizarei todas as visitas e os links.
    Será um prazer mais uma vez sua maravilhosa participação que só engrandece essa BC.
    Lhe desejo um abençoado fim de semana e que os bons ventos soprem sua vida lhe trazendo felicidade.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  26. Valeu não ter esperado
    o trem. Que beleza de
    hino vc fez aqui, meu
    amigo Toninho...

    Um grande abraço, sem-
    pre.

    .

    ResponderExcluir
  27. Se no poema anterior você falou a minha alma, nesse meu amigo me pus a chorar de tão belo e triste por que não há dor maior no mundo do que ver teu filho com fome, com frio, tão desprotegido, e esta mãe com o coração sangrando sorri, faz de tudo para sua fome matar e canta uma canção de ninar, prometendo a si mesma que tudo irá melhorar. Tua sensibilidade é imensa poeta, abraços

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.