Páginas

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Rosa Gotejante

Rosa gotejante




















Uma linda rosa na chuva sozinha
Sedosa, exala perfume garbosa
Pétalas finas, rosa na tardezinha
Nela uma gota de chuva teimosa


A gota ali parada se embala
Da brisa recusa permanece presa
Sente a maciez daquela pétala
Sedosa Seduz na sua delicadeza

Naquela desnuda roseira sozinha
Sem folhas, ausente o verde manto
A roseira se esquece da ação daninha


Formiga encantada devoradora
Naquela marcha de desencanto
Livra a rosa da ação picotadora.



Inspirado seduzido na foto de uma rosa no quintal da minha tia (Itabira-MG-março/2010)


Toninhobira

15/07/2010

3 comentários:

  1. Toninho meu amigo!
    Olha, quero lhe aplaudir, viu?
    Esse trecho:

    Formiga encantada devoradora
    Naquela marcha de desencanto
    Livra a rosa da ação picotadora.

    Foi simplesmente apoteótico, sublime e maravilhos, poesia pura!
    Então meu amigo, deixo-lhe um abraço afetuoso, e muito obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  2. E eu? Vou dizer o que desse poema maravilhoso?!Fiquei muda, parada, e em silencio contemplando
    a beleza... Dos versos... Da flor... E da
    profundidade da inspiração desse poeta
    consagrado pelos deuses! Amigo, a ti só
    aplausos!!! Carinhos sempre... Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo Toninho, volto aqui para lhe desejar um bom final de semana, na paz, no amor e com muita inspiração!
    Um Abraço, fica com Deus.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.