Páginas

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ainda mais Vovó

A sublime alegria de ser Vovó.













Como diria o escritor:


- Estes seres feitos de açúcar.


Ser vovó é uma condição, que todas as mulheres desejam.
Porque ser avó é estar vivenciando a seqüência natural da vida.
E assim as avós são todo carinho no mundo dos pequeninos, o que faz da infância um paraíso todo particular junto destas figuras maravilhosas.
Ah, como era bom na casa da vovó, uma expressão sempre atual que estamos sempre a proferir ou ouvir.

Assim a casa da vovó é um paraíso regado apenas de amor, com a contestada mania, que estas carregam na permissão de liberar os pequenos nas suas maiores travessuras.
Coisas que a gente grande besta muitas vezes reprova como não tivéssemos sido uma um dia.
Ser Vovó é sentir o coração apertado quando não tem como não repreender uma falha e notar que o pequenino ficou triste, emburrado num canto com os olhos carregadinhos de lágrimas.


Vovó é isto uma paz infinita na nossa melhor fase de vida.

Uma maneira simples, compartilhando hoje a alegria sublime de nossa amiga Flor da Vida na sua alegria de novamente ter nos braços um netinho nesta manhã.


Com o meu carinhoso e terno abraço a Flor da Vida.
Com um beijo no coração.
Viva toda esta alegria que é toda sua.



Toninhobira
17/09/2010

9 comentários:

  1. E eu assim, no calor da emoção,
    Sou geleia, sou lágrimas em profusão...
    Mas não... Não é tristeza não...!
    É felicidade, por ver meu neto irradiando
    Luz, saúde, esperança... Uma nova vida...!
    Que traz consigo a primavera do viver...
    Eterna primavera da alegria e da renovação...!
    E você meu amigo...
    Há! Meu querido amigo!
    Você ainda me traz mais emoção
    Com essa sublime e real dedicação!
    Então a mim, só cabe fitar os céus, e com
    imensa gratidão, me ajoelhar, e agradecer
    a Deus em oração, por ele ser sempre tão
    bom, tão sublime em minha vida, pois além
    de uma família ricamente abençoada pela
    paz, amor, e união, ele ainda me presenteia
    com amigos tão belos e sinceros como você!!!!
    Aqui só alegria... Meu amigo, só alegria!!!
    Que a Paz de Deus e o Amor de Jesus Cristo
    esteja sempre presente em tua vida e em teu coração...!
    Pra ti menino poeta, deixo mais carinhos
    e beijos em demonstração da minha gratidão.

    ResponderExcluir
  2. Toninho, boa tarde, um final de semana repleto de muita paz. que linda homenagem a esta vovó, ela deve está feliz pelos dois motivos ter o netinho nos braços e ter ganho uma poesia tão bonita, parabens a nossa vó e a vc.pela lembrança. Um abraço fraterno Celina.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por ser uma pessoas assim sincera e fazer esta linda homenagem a vovó, obrigada por seu carinho beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo, justa homenagem, linda e graciosa.
    Quero comprimentá-lo e desejar toda felicidade.
    Salve , salve agraciada, mãe pela segunda vez, vó amada!
    Também irei para lhe dar um abraço, pois contigo deixo o meu.

    ResponderExcluir
  5. Dizem que ser avô/avó é também uma forma de correção de rumos. hahaha! Uma segunda oportunidade de criar os filhos de outra maneira, através de seus rebentos. E eu já estou doidinho para chegar a minha vez de ser chamado de vovô. rsrs. Lindíssima a homenagem, Toninho e parabéns à Flor e saúde e muitas alegrias ao netinho(a). Abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  6. Olá anjo poeta! Vim te deixar um
    abraço, meu carinho e te desejar
    um lindo e abençoado final de
    semana! Aproveitei pra ouvir
    novamente a musica... Linda e
    emocionante, além de que nos
    transmite uma Paz imensa...!
    Obrigada por compartilhar meu
    amigo... Bjsss

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, Toninhobira!
    Ainda não sou vovó (embora tenha 65 anos...rs...), mas aguardo com ansiedade esse dia...
    Adorei o seu espaço!
    Virei sempre!
    Grande abraço...

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo,
    São tão poucas as pessoas que se lembram de homenagear a vovó!Embora tenha um dia só pra ela, como as mães, os pais, as avos/avôs são pouco lembrados. Não me refiro a comemorações nem a presentes. Falo daquele abraço gostoso, macio e cheiroso que as crianças têm, e quando nos abraçam, dá vontade de nunca mais soltar. A você que se dedicou a esta maravilhosa arte de escrever e lembrar dos vovôs e vovós, minha eterna gratidão e a dos meus 7 netos. Um grande beijo no coração. Que os Anjos te protejam, sempre.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.