Páginas

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Respingos da solidão
















I

Olhar decepção e reflexão
da infância perdida no verde.
As janelas vigiaram ilusões
dos desencantos na capital.
Voltar, refazer elos perdidos.


II
Ver-te verde, camufla tristezas.
Há solidão nas janelas vazias,
donde se via um belo horizonte.
Hoje apenas uma casa vazia.
Voltar é preciso.

Toninho
13/07/2018

Inspiração para a BC_#umaimagemem140caracteres da Mari de toda sexta-feira. Síntese pelo olhar confira veja regras e participe aqui: devaneiosedesvarios  



A você um bom e 
belo fim de semana.




17 comentários:

  1. Boa tarde, Toninho
    Duas lindas participações,amigo
    Gostei imensamente.
    Um abraço carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  2. Sensíveis pautadas no retorno. Bom final de semana. Bjsss

    Mudando o foco, leu o livro?

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, querido amigo Toninho!
    Um doce encanto sentido e poetado!
    Uma imagem que nos remete ao passado ou ao futuro... muito lindos tanto ela como seus dois poemetos!
    O segundo está nostálgico e perfeito com o retrato do que se foi apenas no real... o coração não esquece o Amor lá vivido.
    Obrigada pelo desejo do fim de semana, amigo. Está sendo bom e belo.
    Tenha dias abençoados e felizes!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Lindíssimas inspirações tiveste...Refazer elos... Gostei muito!" abração, chica

    ResponderExcluir
  5. Oi Toninho,
    Adorei sua participação
    Quando da pra voltar é bom...
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dorli.
      Respondendo aqui uma vez que comentários estão suspensos por lá. Mas tenho passado com minhas leituras e assinalando reações.
      Bom fim de semana amiga.
      Beijo

      Excluir
    2. Toninho, não quis me estender muito, mas essa BC tem muito a ver comigo.
      Fiquei muito mal e pensei que não retornaria mais pra casa, ou seja, voltei ainda em tratamento e gradativamente estou melhorando.
      Precisei pagar 6000 reais para um médico particular para não morrer. Que Mundo estamos, então lhe perguntei se não tivesse dinheiro o sr. iria me deixar morrer? Sim, pois tenho família pra criar.Tudo bem respondi, só que quero o recibo para por o plano no pau. Só não paguei os exames que fiz pelo plano.
      O médico do plano quando fui disse quer era nervos e me operou sem fazer nenhum exame, só no "olhômetro" e roxeou e avermelhou perna e pé e queria operar o outro.
      Esse médico particular disse se demorasse um pouco mais chegaria a óbito.
      Ele iria me deixar morrer, por isso que sempre economizei um pouco por mês.
      Abraços
      Lua Singular

      Excluir
  6. Que linda casa abandonada!
    Provoca, mesmo, uma sensação triste e de compaixão.
    Admiro muito casas antigas restauradas. Essa está necessitando de socorro urgente...
    As duas opções estão ótimas e interessantes, em ambas expressa-se a vontade de voltar... penso que isto diz muito.
    A canção é muita bonita.
    Parabéns pela excelente participação e pelo carinho demonstrado.
    Abraço, querido Amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Majo já penso que você pode vir participar desta bela BC que tem tido poucos inspiradores. Pense na ideia.
      Abraços amiga.
      Beijo

      Excluir
    2. Toninho! Amigo!
      Estou com a vista cruzada, estrábica de todo, por andar a contar sílabas de um poema...
      Beijo

      Excluir
  7. Bela sua inspiração! Retornar às origens é aliviar tensões! Solidão mescla-se com a felicidade. Que linda trilha sonora!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Poder voltar mesmo quando não há mais como encontrar as coisas do mesmo jeito que estavam quando partimos... Mas poder escolher voltar!
    Refazer caminhos sempre que preciso é tão necessário!
    Bela interpretação da imagem e música..como sempre bem escolhida.
    Abraços e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. Poema sublime. Parabéns. Adorei :))

    Hoje:- Acordo, recordo-te em meu coração.

    Bjos
    Votos de um óptimo Sábado.

    ResponderExcluir
  10. Meu amigo Toninho, a infância não foge da alma do poeta, que sempre volta ao antigo ninho para preencher o vazio da janela e ver os horizontes dos tempo idos.
    Belíssimo poema, poeta!
    Um bom domingo, Toninho.
    Abraço
    Pedro

    ResponderExcluir
  11. é preciso tomar medidas, não esquecer o nosso ninho, as janelas que viram o nosso mundo, e dar-lhes carinho :)
    feliz domingo,
    Angela

    Assim escreveu Eugénio de Andrade, Toninho


    É urgente o amor.
    É urgente um barco no mar.

    É urgente destruir certas palavras,
    ódio, solidão e crueldade,
    alguns lamentos,
    muitas espadas.

    É urgente inventar alegria,
    multiplicar os beijos, as searas,
    é urgente descobrir rosas e rios
    e manhãs claras.

    Cai o silêncio nos ombros e a luz
    impura, até doer.
    É urgente o amor, é urgente
    permanecer.

    ResponderExcluir
  12. Aos amigos da Leninha: quando tiverem oportunidade, por favor, façam uma visita ao seu blog (helena.blogs.sapo.pt), pois lá deixei uma postagem que diz respeito a todos os seus amigos blogueiros.
    Atenciosamente,
    Vera Lúcia

    ResponderExcluir
  13. Olá Toninho,
    Eu gostei da imagem e da leitura que você fez dela!
    Muitas vezes, voltar é realmente preciso...
    Há pendências que precisam ser resolvidas e
    superadas, para seguirmos adiante!
    Bjs ;)

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.