Páginas

sábado, 15 de junho de 2019

Vida ligeira como trem.



Botando a cabeça para funcionar é um projeto da nossa querida amiga Chica para dar uma sacudidela nos nossos neurônios nos dias 5,15 e 25 de cada mês. Confira e participe chicabrincadepoesia vamos lá para a figura de hoje.


A vida passa depressa nada a fazer.
Tudo passa ligeiro pela minha janela,
quando criança seria grande prazer,
viajar de trem com a sua sacudidela.   

Menino gostava de ver apitar o trem,
de cima da serra contava os vagões,
som nos trilhos fumaça para o além,
sorriam felizes meninos sem ilusões.

A vida fluía lenta e nenhum mistério,
com a gente simples na vila operaria,
a pele cintilante coberta pelo minério.
era tão lindo viver na vila solidária!

Hoje vejo um trem ainda mais ligeiro,
a falta da fumaça do estridente apito.
São as saudades do coração mineiro,
com lembranças acalmo o meu agito.

Toninho
15/06/2019


Que a nova semana seja leve
e alegre para você.
Grato pela visita.

16 comentários:

  1. Boa noite de paz e alegrias de Santo Antonio ai no Nordeste, querido amigo Toninho!
    Video bem legal! Fazia tempo que não ouvia.
    Ouvindo e lendo sua poesia muito bonita...
    A gente precisa mesmo acalmar todo agito do nosso ser... Como dizem seus últimos versos.
    Aqui onde moro no ES, o pó de minerio é ainda bem presente trazida pela Vale... Morei numa casa onde o pó era bem visível e daí para cá, tomei o hábito de sempre passar um pano umedecido com um cheirinho para manter o piso sempre sem o tal pó. O trem modernizou muito, mas o pó continua o mesmo para nós.
    Mineiro tem um quê de nostálgico. Nossa capital praiana aqui que o diga,meu amigo.
    Fico admirada por sua capacidade de poetar tão bonita a cada dia mais esmerada. Deus abençoe sempre sua mente a fim de nos encantar!
    Tenha dias abencoados e felizes!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Toninho,ficou Linda tua poesia e nela saudades de um tempo onde até o trem passava mais calmamente,deixando aquele cheirinho da Maria Fumaça...
    Hoje até ele,como tudo mais na vida p a teve pressa ter!
    Adorei! Obrigadão!Lindo domingo e ótima nova semana! Abração, chica
    Levei teu link!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Toninho!
    Que postagem mais linda e nostálgica, meu amigo.
    Raul Seixas é u gênio, tinha altas sacadas e era uma pessoa muito culta e inteligente.
    Trem pra mim representa mistério, nem tristeza nem alegria...adorava andar de trem quando era criança, nossa!
    Esse trem da música, que trem é esse? Seria a morte? Provavelmente sim: "Não precisa passagem nem mesmo bagagem no trem."
    O poema é de uma sensibilidade pueril, linda! Como só as crianças e os espíritos jovens e alegres são.
    Valeu muito ler essa postagem, obrigada.
    Abração e um bom domingo, Toninho!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Toninho,

    A poesia linda e nostálgica ficou mais linda com o video do Raul.Menino o tema tem tudo a ver com o mineiro, com as Minas Gerais.
    Um luxo su participação.
    Bom domingo querido amigo.

    bjs no core.

    ResponderExcluir
  5. Muito legal tudo aqui! Gostei tanto de seus versos de saudades, da infância feliz, do trem que contávamos os vagões do apito estridente , o mais bonito apito que saltava da fumaça! Ô vidinha boa! Abração! Feliz domingo!

    ResponderExcluir
  6. Também tenho saudades da vida mais calma. Esse trem de alta velocidade faz lembrar a vida a passar tão depressa. O seu poema é muito belo!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Belo poema!

    "A vida fluía lenta e nenhum mistério"
    As mudanças são inevitáveis, mas será que tantas mudanças em tão pouco tempo eram realmente necessárias?

    Boa semana!
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Toninho,
    Magnífico seu poema falando de trens de outros tempos.
    Eram bem mais lentos e paravam em todas as estações. Ainda me recordo de ir à janela dizer adeus às ceifeiras dos campos do Alentejo.
    E como elas ficavam contentes!
    Um beijinho e uma semana muito abençoada.
    Ailime
    (Adorei o pensamento mineiro e a música)

    ResponderExcluir
  9. Adoro o som e o poema por isso parabéns pela inspiração!!! Bj

    ResponderExcluir
  10. Aprecio demais essas memórias afetivas que inundam as Gerais: o trem, as serras, o mato, a vida em ritmo mais calmo... saudades de uma infância que não vivi mas, que adotei como preferência.
    Uma postagem cativante.
    Abração,
    Calu

    *Amigo Sherlok Toninho( rsrs...), boto fé em tuas apuradas investigações.Avante!!!

    ResponderExcluir
  11. Ah viajei neste trem, trem que traz recordações tão boas, de um tempo de inocência, que nas dobras do tempo ficou. Devíamos cultivar a inocência para um mundo melhor, meus netinhos são inocentes porque cultivamos isso neles, mas a maioria têm suas inocências violentadas. Que no futuro elas possam viajar em seus trens de recordações e sorrir como nós. Desculpe, divaguei. Abraços

    ResponderExcluir
  12. Amigo lindo tudo bem? Você sempre arrasa nas participações que a Chica propõe. U xero pra você querido.

    ResponderExcluir
  13. Boa noite amigo poeta. Vim agradecer sua visita e o comentário que deixou de muita significância para a valorização proposto no projeto vivenciado sobre Ariano Suassuna. Obrigada, volte sempre. Abraços

    ResponderExcluir
  14. Para sempre no seu coração as suas memórias de menino que gosta de partilhar conosco e nos enternecem...
    O trem a vapor é uma grande recordação...

    Gosto mais desta foto do Pico do Amor,
    ficou muito bem...

    Não abuse dos doces e petiscos. 👀
    Abraço grande.
    🚩🎈🎈🌈🎈🚩
    ~~~

    ResponderExcluir
  15. Opa, pensei que tinha comentado aqui...
    Ficou linda a sua participação... O trem que traz boas saudades, recordações... Como é bom ter lembranças de uma infância bem vivida, Toninho!...
    Abç

    ResponderExcluir
  16. Uma linda inspiração, que nos remete para a infância, com as suas memórias muito particulares!
    Adorei ler, Toninho! Também eu tenho boas memórias da minha juventude... em que também eu viajei tanto em comboio/trem... e hoje... certos percursos... nem são devidamente cuidados... este ano, até houve uma série de descarrilamentos... felizmente sem consequências de maior... mas a incúria, permanece em muitos troços, só esperando uma oportunidade...
    Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.