Páginas

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Deus nao pode mentir

Deus não pode mentir.



Ou o Deus do Impossível.






Desde pequeno tenho convivido com a máxima de que impossível é Deus pecar e o diabo rezar, sendo que estas máximas balizavam a concepção do impossível na nossa pobre insignificância perante o Poderoso.


Sempre que nos deparamos com algo muito difícil, com os quais julgamos uma enorme dificuldade de solução, somos levados a conceber o significado de impossibilidade. Ah, isto é impossível, é o primeiro sentimento de abatimento que nos atropela. Mas sempre de junto tem um fervoroso de fé que nos alerta a mente e a coragem, para dizer, que impossível seria Deus pecar e capeta rezar. Ainda tem aqueles mais céticos ou coisa parecida que afirmam que impossível nesta vida era boi voar, olho vazado enxergar.


A luz da fé católica, cremos que para Deus nada é impossível, revisualizando suas manobras em suas peregrinações,quando fez o cego enxergar, o aleijado andar e até o morto ressuscitar, quando já se encontrava em estado pútrido. E assim analisando, creditamos forças ao Deus do impossível, para aliviar nossas angustias e nossos problemas quando estes nos fogem ao controle, assim acalmamos nossa lenta mente e deixamos tudo nos braços Daquele que tem solução para todos os males. A isto hoje chamo conforto da alma.


Há certa carga de tranquilidade, que nos empurra vida afora, sabendo que tem um alguém com poderes para nos auxiliar quando as coisas nos pareçam difíceis de soluções. Pode se crer, que há certo comodismo nesta fé, que diante dos problemas, podemos chamar o Super Homem Deus, e assim ficarmos sentados esperando, que Ele faça milagres e nos restabeleça a ordem, a saúde, normalidade financeira, ou ate mesmo o bem amado. Vive-se o risco da não realização do milagre e por consequente o abalo da fé religiosa feita da troca de favores. Alguns mais fervorosos se acomodam na máxima, se não aconteceu, é porque não era a hora, ou mesmo porque não era para mim, enfim uma maneira religiosa de aceitar como desígnios de Deus.


Vivemos num mundo de alta competitividade com terríveis disputas por espaços, afeiçoes. Ainda pior numa febre de aquisição de bens, sendo os melhores e ou de marcas mais famosas, onde tudo tem de ser o melhor, para que nos faça sentir melhores e mais confortáveis. Uma situação que pode nos levar de encontro à observância do Deus com toda sua capacidade de transformação e de realização de desejos da raça humana. Nesta busca desenfreada, muitas vezes se cometem as maiores loucuras e extravagâncias que podem levar a derrocada, neste instante, onde está o meu Deus, que não vê que sou um assalariado, que só queria ser feliz honestamente?


Ah, o Deus do impossível! Quantas vezes diante Dele rogando para que meu pai ganhasse mais dinheiro, para que pudesse comprar pão com mortadela, para meu lanche escolar, como outras crianças o faziam. Quantas vezes me agarrava a sua túnica pedindo coisas que eu não podia ter. E de meu pai sempre ouvia, que Deus um dia proveria e cresci assim, acreditando que Ele um dia resolveria todas as minhas angustias e privações. Meu Deus sempre Ele a me confortar com a certeza, que de uma hora para outra, os meus sonhos estariam ali, colocados na minha frente me fazendo uma criança feliz. Eu sempre cri que meu Deus é santo e intocável.


No conforto de minha fé, sigo minha vida, pedindo outras coisas, que não se vendem nos grandes mercados e lojas de grife famosas. E assim a levo com humildade, simplicidade preservando meu Deus que não pode deixar de existir, não pode falhar. Consolado nesta certeza Ele não falhará e cooperará no meu cumprimento de propósitos nesta longa árdua jornada na busca da felicidade, mas aquela felicidade plural que se alastra e contagia tantos quantos se acercarem de mim, fazendo dos meus dias e vida uma profissão de fé, assim meu Deus nunca pode mentir e eu fico assim confortável.










Baseado em texto divulgação evangélica recebido na porta de um supermercado.


Toninhonira


30/06/2010

2 comentários:

  1. Amigo querido, conserve sempre a tua fé,
    pois só com ela conseguiremos superar e
    suavisar as tantas feridas que nos causam
    as pedras pelos caminhos da vida...
    Sublime texto! Parabéns!!!
    Deixo a você um carinhoso e fraterno abraço.
    Paz e luz

    ResponderExcluir
  2. "Faça a tua parte que eu te ajudarei." Ou então: " não apresente o tamanho de seus problema para Deus . Apresente o tamanho de seu Deus aos seus problemas." Estas são umas máximas que venho cultivando e espalhando. Você já é um fervoroso seguidor, pelo que vejo muito bem exposto aqui. Ótimo, meu grande! Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.