Páginas

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Uma palma no caminho II.
















Na beira da praia vi uma palma,
Onde desejei nossos nomes rabiscar,
Mas o espinho dos ciúmes me acalma,
E na palma da mão sinto sangrar.

A palma estática calada na vigia,
Sabedora da intenção e meu medo.
Zombava deste com a sutil ironia,
Somente ela sabia do meu segredo.

Numa palma sangrando escrevi,
Com um espinho da rosa amarela,
Traços firmes como de um bisturi,
Nas cinco pontas de uma estrela.

O sol como elemento a cicatrizar.
Letra por letra para a eternidade.
Momento de aflição no meu olhar,
Vi o nome fixado na perpetuidade.

Quando nesta praia vir a passear,
De soslaio mirarei aquela cicatriz,
Que bem traduz a arte de declarar,
Um grande amor que me faz feliz.

Toninho.
08/12/2013 
************************************************************
Um bom fim de semana com paz e alegria, que flores nasçam em nossos caminhos e as almas sejam perfumadas, para um mundo melhor.
************************************************************
Em tempo uma homenagem ao grande Mandela 

 

20 comentários:

  1. Escrever assim nessa planta. Quantos amores ali escritos e marcados, não? Sempre os vemos!

    Linda poesia e inspiração!

    .•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•

    Meu agradecimento pelos carinhos todos nesse ano e desejos de FELIZ NATAL e lindo, iluminado e com muita garra 2014 ! abração,chica

    ¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•

    ResponderExcluir
  2. Olá meu amigo, uma bela construção poética, eternizando um sentimento.
    Desejo à ti e seus familiares um abençoado Natal e Ano Novo, volto para a blogosfera em 2014.
    Beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  3. Oh! meu querido amigo,lendo o teu poema, o mesmo me deixou triste, ao fazer o nome dela, ferisse a tua mão. .
    comigo não acontece não, quando faço o nome dele o
    o faço no coração.Poesia muito linda parabéns amigo uma semana de muita paz , abraços Celina.


    ResponderExcluir
  4. Toninho, querido, às vezes o espinho é para guardar na lembrança o ato amoroso.
    E muito válida sua homenagem a este grande espírito, homem perseverante e que deveria ser copiado aqui em nosso país.
    um abraço grande carioca


    ResponderExcluir
  5. Poeta Toninho, um encanto suas palavras, e uma homenagem merecida a um grande ser humano.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Tonin!

    Belo poema... e que nesta palma, apesar dos inevitáveis espinhos, tenha frutificado deliciosos figos da Índia!

    Um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde e um lindo sábado pra vc!

    Vim deixar meu abraço pelo ano todo que você
    esteve comigo, desejo que me 2014 nossa amizade
    permaneça sempre com muito amor e nossos sonhos
    e realizações venha com grande vitória, mais uma vez
    agradeço por tudo que ganhei nesse Blog , volto em janeiro
    Boas festas e um ano cheio de muita paz e luz!!!

    Rita!

    Ϡ₡ღ¸✿-:¦:-•´¯` ✻.¸¸.ღ♡ღ .¸¸.✻´´¯`•-:¦:Ϡ₡ღ¸✿-:¦:-•´¯` ✻

    ResponderExcluir
  8. Olá Mineirinho,
    Que lindo! Isso me fez lembrar dos momentos que minha mãe me levava para passear no interior de Minas na casa da minha avó. Como escrevíamos e desenhávamos nas palmas...Tinha que ter a data para vermos nas próximas idas.
    Mandela...Tem que ser lembrado, né?
    Bons fluidos...

    ResponderExcluir
  9. Dolorida maneira de perpetuar um amor..Versos lindos! Um bj querido.

    ResponderExcluir
  10. ♡♡⊱°•.¸
    Já vi muitas árvores com inscrições e fico pensando... será que essas árvores também sofrem com o mal trato?
    Também acho que quase toda criança aprende a odiar, a super Nani que o diga!!!!

    Ótimo domingo, amigo! ♬♫° ·.
    Beijinhos.
    º°♪✿✿° ·.

    ResponderExcluir
  11. Obrigado Toninho pelo comentário estou rindo até agora um abraço carinhoso vá no imail,

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde,Toninho
    Um amor assim,fica bem perpetuado!
    Parabéns pelo poema e pela homenagem a um homem dificilmente igualável.
    Continuação de um bom domingo.
    Um Santo e Feliz Natal,cheio de Alegria,Paz ,Amor e Harmonia.
    Estou muito grata por todas as gentilezas recebidas ao longo deste ano.
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderExcluir
  13. Feliz por encontrar o poema de amor
    que vai vencer o tempo a passar!

    Grata também pela homenagem a Mandiba!

    E desejo Natal Feliz a você e toda a família!

    Eu me encontro no Brasil!

    Abraço grande e agradeço sua amizade,

    Maria Luísa

    ResponderExcluir
  14. Passa Lá no Só quadras e veja minha postagem-convite, quero vc participando. Bju e te aguardo.

    ResponderExcluir
  15. Belo poema!
    E ainda e sempre em tempo: o banner de homenagem a Mandela, o herói, a sensatez, a coragem, o perdão, o amor, o humano. Tudo num homem só. Vai custar a nascer outro Mandela!
    beijos, Toninho!

    ResponderExcluir
  16. Olá Toninho,

    Romântico e lindo.
    Muito válida a homenagem a este grande espírito de luz e fantástico humanista.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. Cicatriz indica dor vivida, mas ficou linda nos seus versos, meu amigo. Mandela eternizou-se e muito fez, embora com muitas delas. Bjs.

    ResponderExcluir
  18. O sol e o sal sempre cicatrizam... Gr. Bj. Toni!

    ResponderExcluir




Obrigado pela sua visita.
Alguma dificuldade ou desconforto neste blog como tamanho de fonte, dificuldade de comentar, links maliciosos etc favor comunicar para corrigir.
Caso não tenha um blog poderá comentar como anonimo e no fim colocar seu nome ou não para que possa agradecer.
Fique a vontade!
Meu abraço de paz e luz.